Publication:
Gênero, sexualidade e diferenças na educação: desafios éticos em tempos de "doutrinação ideológica"

Loading...
Thumbnail Image
Publication date
2022-06-30
Reading date
Event date
Start date of the public exhibition period
End date of the public exhibition period
Advisors
Authors of photography
Person who provides the photography
Journal Title
Journal ISSN
Volume Title
Publisher
Universidad Pablo de Olavide
Export
Research Projects
Organizational Units
Journal Issue
Abstract
A exemplo das mobilizações internacionais em torno da política antigênero, no Brasil - desde pelo menos 2014 - setores conservadores em concertação nacional alinharam-se de maneira a propor projetos de leis sobre a temática nas três esferas legislativas. Por meio de uma pesquisa etnográfica em Uruguaiana- RS/Brasil, acompanhamos os desdobramentos do Projeto de Lei Escola Sem Partido (PL 01/2017), a primeira ação de um novato vereador de perfil conservador, eleito com o maior número de votos daquele pleito. Um dos efeitos desta proposição legislativa foi a ampliação dos debates sobre o tema nas escolas públicas locais, assim como pela formação do corpo docente. Neste texto analisamos os dados oriundos de atividades formativas em grupos distintos de docentes, a fim de problematizar a produção de sentidos em torno da temática de gênero, sexualidade e diferenças. As situações etnográficas analisadas demonstram como questões sobre gênero e sexualidade no contexto educacional são atravessadas por convenções sociais e repertórios culturais, balizas da atuação docente no âmbito escolar. A reprodução de moralidades irrefletidas pelo corpo docente impõe um desafio à ética profissional. Por meio do aprofundamento teórico por parte dos docentes, acredita-se que haja a possibilidade de promover uma educação democrática e plural para a comunidade escolar.
Following the international mobilizations around the anti-gender policy, in Brazil since 2014 conservative sectors in national concertation have aligned themselves in order to propose bills on the subject in the three legislative spheres. Through an ethnographic research in Uruguaiana-RS/Brazil, we followed the developments of the Escola sem Partido Law Project (PL 01/2017), the first action of a new councilor with a conservative profile, elected with the highest number of votes in that election. One of the effects of this legislative proposal was the expansion of debates on gender in local public schools, as well as the training of the teaching staff. In this text, we analyze the data from training activities in different groups of teachers, in order to discuss the production of meanings around the theme of gender, sexuality and differences. The ethnographic situations analyzed demonstrate how issues about gender and sexuality in the educational context are crossed by social conventions and cultural repertoires, which are the hallmarks of teaching activities in the school environment. The reproduction of unreflective moralities by the teachers poses a challenge to professional ethics. Through theoretical deepening by the teachers, it is believed that there is the possibility of promoting a democratic and plural education for the school community.
Doctoral program
Related publication
Research projects
Description
Bibliographic reference
RELIES: Revista del Laboratorio Iberoamericano para el Estudio Sociohistórico de las Sexualidades, ISSN-e 2659-8620, Nº. 7, 2022 (Ejemplar dedicado a: Sexualidades y educación: experiencias, desafíos y disidencias), págs. 48-64
Photography rights