Publication:
A presença de artistas espanhóis na diocese de Miranda-Bragança entre os séculos XVI e XVIII: da Galiza a Castela e Léon.

Loading...
Thumbnail Image
Publication date
2019
Reading date
Event date
Start date of the public exhibition period
End date of the public exhibition period
Advisors
Authors of photography
Person who provides the photography
Journal Title
Journal ISSN
Volume Title
Publisher
Export
Research Projects
Organizational Units
Journal Issue
Abstract
Em Portugal, entre os séculos XVI e XVIII, face às inúmeras encomendas artísticas que se realizavam um pouco por todo o país, por parte da Corte, Igreja, nobreza e particulares, verificou-se uma intensa circulação de mestres de obras, não só naturais de Portugal, como estrangeiros. No século XVII, a inexistência de fronteiras propiciava os contactos entre Portugal e Espanha, e por conseguinte, do próprio movimento migratório de artistas, viajantes e comerciantes, que persistirá ainda após a restauração da monarquia portuguesa (1640) até ao reinado de D. João V. Pela proximidade geográfica da fronteira, destaca-se a raia transmontana, que assistia a este movimento á muito tempo, e com particular incidência, a partir de 1545, com a fundação da diocese de Miranda do Douro. As inúmeras campanhas de obras promovidas por esta diocese, possibilitaram a contratação de inúmeros artistas, grande parte deles oriundos de Espanha. Neste sentido, o objectivo deste artigo é analisar o processo de circulação dos artistas naturais da Galiza e Castela/ Léon, que estiveram activos na diocese de Miranda-Bragança, durante os séculos XVI e XVIII, atendendo à sua naturalidade, actividade profissional, residência e obra edificada.
Doctoral program
Related publication
Research projects
Description
Bibliographic reference
Photography rights