Publication:
Pregancy of trans masculine people: paradox or reinvention of masculinity

Loading...
Thumbnail Image
Publication date
2023-07-19
Reading date
Event date
Start date of the public exhibition period
End date of the public exhibition period
Advisors
Authors of photography
Person who provides the photography
Journal Title
Journal ISSN
Volume Title
Publisher
Universidad Pablo de Olavide
Export
Research Projects
Organizational Units
Journal Issue
Abstract
In recent decades, the population of trans people, also known as the T population, has been increasing every day, making its existence visible and bringing new demands to health professionals, including motherhood and/or biological fatherhood. Without intending to exhaust the theme, this article aims to reflect on the pregnancy of male transgender people, questioning whether this phenomenon is a paradox or a reinvention of masculinity. To reflect on this issue, the authors start from a discussion about the body as a social construction, placing, in sequence, masculinity in focus, and then highlighting the phenomenon of transmasculine pregnancy. They conclude that the pregnancy of trans men is the possibility of fulfilling a personal desire to start a family and that they have the biological capacity and the right to give birth, without this delegitimizing their identity, since they do not cease to be men because of this, on the contrary, are pointing to the multiple possibilities that human diversity embraces. At the end, they point out that reflections on the pregnancy of transmasculine people are important to combat prejudice and discrimination, contributing to structural changes in the social construction made around masculinity, femininity and in the very idea of conception.
Nas últimas décadas, a população de pessoas transexuais, também conhecida como população T, vem aumentando a cada dia, tornando sua existência visível e criando novas demandas para os profissionais de saúde, incluindo maternidade e/ou paternidade biológica. Sem pretender esgotar o tema, este artigo visa refletir sobre a gravidez de pessoas transmasculinas, questionando se esse fenômeno é paradoxal ou a reinvenção da masculinidade. Para refletir sobre essa questão, os autores partem de uma discussão sobre o corpo como construção social colocando, em sequência, a masculinidade em foco para demonstrar o fenômeno da gravidez transmasculina.Concluímos que a gravidez de homens transexuais é a possibilidade de realização de um desejo pessoal de constituir família e que eles próprios possuem a capacidade biológica ou o direito de gestar, mesmo que isso deslegitime sua identidade, uma vez que não deixam de ser homens porque são Ao contrário, é importante apostar nas múltiplas possibilidades que a diversidade humana encerra. Ao final, sugerimos que reflexões sobre a gravidez de pessoas transmasculinas são importantes para combater o preconceito e a discriminação, contribuindo para mudanças estruturais na construção social em torno da masculinidade, da feminilidade e da própria ideia de concepção.
Doctoral program
Related publication
Research projects
Description
Bibliographic reference
RELIES: Revista del Laboratorio Iberoamericano para el Estudio Sociohistórico de las Sexualidades, ISSN-e 2659-8620, Nº. 9, 2023 (Ejemplar dedicado a: Perspectivas disidentes frente a las políticas neoconservadores; V-XI), págs. 77-90
Photography rights